Projeto Ativilight: Aquele da dieta detox

Minhas fotos nos post do Ativilight andam meio fora de ordem, essa daqui por exemplo é de uma semana antes do carnaval. O Ativilight deveria ter começado só com a dieta na mão, afinal se vai começar um projeto de emagrecimento que seja com a orientação da nutri que conversou bastante, pediu exames completos e só na semana seguinte passou a dieta certinha.

Além de conversar, a nutricionista Roberta fez aquela tortura pavorosa comigo com o adipômetro pra medir as dobrinhas do corpo todo e calcular exatamente quanto de gordura eu tinha quando comecei a dieta.

Bom, pra começar ela indicou uma dieta Detox que serve pra desinchar, desinflamar e fazer o corpo absorver melhor os nutrientes. Como já voltei lá depois disso vou contar o que houve desde o dia da foto até a última consulta. Achei a dieta muito difícil. Não sou uma pessoa que come qualquer coisa ou que tem grandes habilidades culinárias. Acabo comendo bastante fora de casa e fazendo mais lanches do que refeições. Achei muito, muito difícil fazer refeições só com sucos ( por mais gostosos e enriquecidos com farinha de banana e caseína ), já a Milene conseguiu na boa e curtiu.

A dieta detox que ela passou tinha várias refeições ao dia e restringia o glútem. As coisas sem glútem, que são feitas de uma farinha especial, são muito caras. O macarrão feito de arroz é o triplo do preço do macarrão feito de trigo comum ( puro glútem )  e o pão também sem glútem eu nem achei pra vender aqui em Porto Alegre. Essa foi outra dificuldade que senti na detox. Sei, sei e sei que se eu tivesse me jogado de cabeça, rodopiado a cidade e os sites indicados pela nutri eu teria achado, mas esbarrei ( sendo trifranca )  de novo na falta de grana pra comprar as coisas mais diferentes.

A sinceridade quando se entra em um consultório de nutricionista é o que garante o resultado de todo o processo. Voltei lá, sentei e mandei a real. Contei que dificilmente vou conseguir fazer de um suco uma refeição, que ficar com fome não me deixa produzir no trabalho, que não consegui comprar tudo que tinha na lista porque ficou puxado pra mim. Chegamos a um acordo e ela mudou minha dieta. Agora tenho que priorizar as proteínas por conta da malhação, quero ficar fortinha.

Pra mim, pro meu tipo físico, só emagrecer não adianta. Preciso ficar com músculos pra ficar do jeito que eu gosto e acho bonito. Pra mim, corpo de mulher bonito tem músculos, coxão, bumbunzão. Cada um com seu cada um.

Já estou com a nova dieta, que tem muito mais a ver comigo e com a minha realidade. O que tem nela? Muita proteína e salada. Se vai funcionar eu conto depois!

GEDSC DIGITAL CAMERA

GEDSC DIGITAL CAMERA

E não foi só passar a dieta não, a nutri Roberta passou três livros pra gente ler sobre a Detox e aprender a fazer as receitas e substituições.

Até agora já foram três quilos, mas com um carnaval de emoções no meio, dá um desconto. Já voltei a atividade normal. Essa semana começo os tratamentos estéticos e estou bastante animada.

A nutri Roberta atende na clínica Grendene – super indico pra quem quer começar a dieta. Tem que ter orientação. A Grendene fica aqui em Porto alegre na Mostardeiro, 5 sala 1010. Também farei os tratamentos lá e vou contanto tudo pra vocês,

apoiofinal

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
,
One comment on “Projeto Ativilight: Aquele da dieta detox
  1. Amiga, isso aí, pé no chão e força na peruca, sempre. Fico feliz em ver que a nutricionista foi bacana e te passou uma dieta que tem mais a ver contigo. Isso dá mais ânimo e diminui as chances de desistência. Continue postando sobre sua dieta! Beijooooo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *