Veja quais serão os debates desse Sábado no Conexões Globais

conexoes2014-645x363Começou o segundo dia de programação do conexões Globais aqui na Casa de Cultura Mario Quintana – Centro de Porto Alegre. A programação principal ( debates e shows principais ) podem ser assistidos ao vivo aqui no blog -> Clique aqui

Quem estiver por Porto Alegre pode participar do evento que é gratuito e conta com debates, oficinas, Encontrão Hacker, Hub de Ideias, atividades culturais e muita troca de conhecimentos e experiências. Só chegar!

Abaixo um pouco do que pode se esperar dos debates de hoje bem como os participantes de cada um deles :

O primeiro Diálogo Global do sábado será “Três anos de revoltas interconectadas- de Túnis ao Brasil“, que começa às 14h. A ideia é mostrar que os protestos globais dos últimos três anos indicam um novo tipo de movimento social, auto-organizado a partir de redes sociais – e construir, a partir da experiência de quem esteve nas ruas ao redor do mundo, uma compreensão de seus mecanismos e características comuns. Participam do debate Laura Citlati Murillo, feminista e cicloativista mexicana que participou ativamente dos protestos #YoSoy132 no país; os ativistas turcos Ahmet M. Ogut (foto) e Yildiz Termurtukan, que integra o Comitê Internacional da Marcha Mundial das Mulheres; e Rodrigo Nunes, filósofo e ativista com material publicado em diferentes partes do mundo. A mediação será feita pelo ativista do Software Livre Marcelo Branco.

Às 16h, pesquisadores de diferentes disciplinas juntam dados e ferramentas de análise para melhor compreender os movimentos sociais em rede e elaborar estudos sobre estes movimentos. “Tecnopolítica dos #ProtestosBR e um enfoque global” trará os debatedores Fábio MaliniTiago PimentelBernardo Gutiérrez e Raquel Recuero . O webconferencista será Miguel Aguilera, do 15M, e a mediação fica a cargo de Beá Tibiriça.

O último debate do Conexões Globais 2014 será “Espaço público e sociedade em rede“. Nele, integrantes de movimentos populares vão trazer suas leituras sobre o atual modelo de desenvolvimento aplicado pelos governos aos espaços urbanos – que, segundo os críticos, prioriza uma lógica individualista, privatizante e despreocupada com questões ambientais. Estão confirmadas as presenças de Claudia Favaro (Comitê Popular da Copa), Tássia Furtado (Massa Crítica), Anderson Girotto (Defesa Pública da Alegria) e Briza Brizolla (Movimento Autônomo Utopia e Luta), com a mediação de Mauri Cruz.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *