Dicas para quem trabalha em Home Office

ff60b08c882811e28df922000a9f1991_7_large

Trabalhar sem sair de casa, poder organizar seu próprio horário e ainda ficar perto da família. São muitas as vantagens citadas por que opta pelo Home Office.
Segundo uma pesquisa realizada em 2014 pela SAP consultoria, o segmento Home Office vem se expandindo como opção no mercado de trabalho e 36% das empresas brasileiras já adotam esse método. O estudo envolveu com mais de 200 companhias e, destas, apenas 42% possuíam uma política formal para o funcionário que trabalha de casa e 9% ainda estavam em fase de implantação.

De acordo com “Global Evolving Worforce”, estudo promovido pelas empresas Dell e Intel, no Brasil 54% dos profissionais relatam que trabalhar em casa é melhor. Apenas 14% preferem trabalhar no escritório. Entre as áreas mais propensas ao trabalho remoto estão vendas, tecnologia da informação, marketing, e recursos humanos.

A empresária Carolina Mokshin, trabalha em home office há seis anos porque a empresa para a qual foi contratada não tinha escritório em São Paulo, cidade onde mora. Hoje ela tem seu próprio negócio e manteve o mesmo formato de trabalho. “Eu e minha sócia trabalhamos cada uma da sua casa. Para organizar meu tempo, cumpro mais ou menos uma rotina de escritório, mas minha agenda é muito flexível e me permite fazer outras atividades se precisar, como ir no mercado, por exemplo”, conta. Para Carolina as maiores vantagens são a flexibilidade de horário e a liberdade. Mas o modelo também pode ter desvantagens. Para ela, trabalhar mais do que a jornada escritório, a dificuldade de organização e a ausência do convívio diário com outras pessoas seriam alguns destes pontos.

A securitária Rita Cassia Brito trabalha em home office há um ano. Ela acredita que a qualidade de vida é maior vantagem deste modelo de trabalho, uma vez que evita que precise se deslocar diariamente para o escritório da empresa. Como sua atividade está diretamente relacionada com atendimento, ela tem um horário fixo: “Organizo meu tempo pelo meu horário de trabalho. Tenho que cumprir uma carga horária de 06 horas, portanto trabalho das 08h00 ás 14:00. Para mim, a vantagem de trabalhar em home office é a proximidade que mantenho com minha família, maior independência e redução do estresse que teria ao enfrentar o trânsito de São Paulo todos os dias”, explica. Rita cita como principal desvantagem deste modelo de trabalho a perda da privacidade pessoal e a ausência de convívio profissional.

Para Renato Mendes, consultor de carreiras da plataforma de empregos Job1, quem trabalha em home office precisa considerar que, para que este modelo de trabalho funcione, é preciso ser, acima de tudo, disciplinado e organizado, para que as demandas profissionais sejam atendidas e a vida pessoal não seja prejudicada. O especialista explica que o modelo pode apresentar prós e contras tanto para empregadores como para empregados. Cada lado deve avaliar todos os pontos para decidir se o home office é a melhor opção de acordo com a cultura de empresa, ramo de atuação e características dos funcionários.

Para quem considera o modelo uma possibilidade, Renato lista as vantagens e desvantagens para cada um dos lados:

Vantagens para empregadores:

• Funcionários menos estressados com relação ao transito no deslocamento entre casa e trabalho
• Ausência de atrasos
• Colaboradores com mais qualidade de vida tende a produzir mais
• A independência que o homme office proporciona estimula a criatividade dos profissionais
• Menores gastos: Funcionários em home office permitem economia com encargos sociais e trazem para a empresa vantagens fiscais para as empresas

Desvantagens para empregadores:

• O modelo pode dificultar a constante atualização do profissional
• Menor possibilidade de acompanhamento do trabalho do funcionário. Empresas com dificuldade de dar autonomia ao empregado podem encontrar dificuldades no modelo, pela menor possibilidade de controle direto.

Vantagens para funcionários:

• Possibilidade de ficar próximo da família
• Maior autonomia profissional
• Redução do estresse decorrente do trânsito
• Definição do próprio horário de trabalho

Desvantagens para funcionários:

• Possibilidade de excesso de carga de trabalho
• Indefinição de horários de trabalho e lazer
• Ausência de convívio com colegas de trabalho
• Dificuldade de compreensão do mercado formal

E, para aqueles que já se decidiram pelo modelo. O especialista em carreiras da Job1 traz cinco dicas práticas para fazer o trabalho em home office funcionar:
1. Escolha um local de trabalho isolado do movimento da casa, para facilitar a concentração
2. Se você tem flexibilidade de horários, opte por trabalhar no período no qual se considera mais produtivo
3. Estabeleça limites para a família, para que não prejudique seu rendimento
4. Crie uma rotina
5. Mesmo trabalhando em casa, preocupe-se com a socialização com os colegas da empresa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *