Transição Capilar: 8 dicas para quem quer mudar

 

 

6-caramel-to-golden-blonde-ombre

 

 

Hairstylist lista soluções para ajudar quem está passando pelo processo

Cada vez mais pessoas tem assumido a estrutura de seus fios, preferindo deixá-los com aspecto mais natural. Seja para abandonar de vez os processos químicos ou por querer mudar o visual e adotar um novo estilo, a transição capilar ainda gera dúvidas. Pensando nisso, o hairstylist e embaixador da iCabelos, Gil Prando, listou 8 dicas para quem está no processo.

1 – Corte

Na hora de passar pelo processo de transição capilar o corte certo é essencial. O hairstylist diz que não é preciso submeter o cabelo ao corte já na tomada de decisão de abandonar a química, porém, é indicado a retirada das pontas, conforme ele for crescendo, para auxiliar na saúde dos fios.

2 – Secador e Chapinha

É comum que na transição muitas pessoas, continuem a usar secadores e chapinhas. Gil Prando explica que a prática não atrapalha o processo: “utilizar esses aparelhos para manter o cabelo alisado enquanto aguarda o crescimento da raiz não danifica os fios, desde que os protetores térmicos sejam utilizados e que a hidratação dos fios seja feita em maior frequência” explica.

3 – Paciência

Esse item é um dos mais importantes para o embaixador da iCabelos: “muitas pessoas me procuram acreditando que a transição será rápida, mas é preciso respeitar os limites de cada fio. Alguns cabelos demoram mais para crescer e, em alguns casos, a restauração capilar também prolonga o processo, fazendo que precise de muito tempo até que o cabelo natural cresce por inteiro”.

Uma opção é buscar produtos que ajudem no crescimento capilar, mas é preciso uma conversa franca com seu cabeleireiro para encontrar a melhor solução.

4 – Cuidados semanais

Prando ressalta que nesse período é importante investir em hidratações e restaurações semanais, já que é preciso recuperar os fios com química e cuidar dos que estão nascendo.

“É importante que as hidratações virem rotina de quem está em transição. Deve-se investir em produtos adequados para a necessidade de cada fio. O cronograma capilar é um grande aliado, já que ele ajuda a hidratar, nutrir e reconstruir a fibra do cabelo”, explica Gil.

5 – Motive-se

Nesse período é importante buscar motivações, procure histórias de pessoas que passaram pelo mesmo processo que você e teste algumas alternativas para se sentir melhor.

“Indico sempre às minhas clientes que pesquisem sobre o assunto, que vejam depoimentos que possam se identificar. Isso faz com que se sintam mais motivadas a passar pelo processo, que pode demorar bastante tempo”, indica Prando.

6 – Escolha seu Leave In

Item essencial para toda cacheada, no processo de transição é importante escolher o leave in que melhor se adapta ao cabelo. “O mercado de beleza tem investido cada vez mais em produtos para esse tipo de cabelo. Com isso, sempre existe o leave in ideal. É preciso testar até encontrar aquele que melhor se adequa ao seu cacho”, indica o hairstylist.

7 – Penteados e Acessórios

Para aquelas que não optaram pelo radical big chop (corte total dos fios com química) haverá o momento em que o cabelo está metade natural e metade com química. Para isso, é preciso investir em penteados e acessórios. “Além de testar diversos penteados, turbantes, faixas e bandanas podem ser suas aliadas para este processo e estão em alta para o verão, além de agregarem muita personalidade e estilo.”

Outra opção é modelar os fios que ainda estão com química com ajuda de leave in. Muitas pessoas acabam desistindo do processo pela dificuldade de cuidar do cabelo nessa fase, mas é preciso buscar soluções e se manter confiante”.

8 – Aceite

A transição capilar deve ser feita pelo seu desejo de mudar, por isso é preciso que você se sinta bem. Aceitar que o processo pode ser longo e buscar todos dias motivações é essencial que se manter confiante até atingir o desejado resultado. “É preciso se aceitar e se sentir feliz com o que espelho reflete” declara Prando.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *