Dica de filme: O filme da minha vida

A busca por notícias do pai desaparecido parece ser a principal história do filme de Selton Melo em cartaz nos cinemas.   O consagrado ator retoma sua carreira no cinema desafiando o espectador a perceber o filme dentro do filme e, para isso, nos leva para a pacata cidade de Remanso na década de sessenta.  Lá, o retorno de Tony após formar-se professor,  coincide com a inexplicável ida do pai para a França. A descoberta do primeiro amor, a paixão pelo cinema e a sua afirmação como homem da casa não são apenas pano de fundo, mas elementos essenciais para que  a história seja contada.

“Eu cheguei e ele partiu. O resto, eu não posso contar.” – Tony Terranova

Fotografia da Serra gaúcha é o ponto alto do filme

A beleza da fotografia do filme prende à atenção principalmente por ser no interior do Rio Grande do Sul. As paisagens, as ferrovias e  a Maria-fumaça que serve de transporte aos personagens e está em atividade até hoje, são o que leva os espectadores para a história e ao mesmo tempo cria identificação com o cinema nacional, tão marcado por histórias urbanas e contemporâneas. Selton registrou o que há de mais bonito da serra gaúcha e contou com simplicidade um drama comum de pessoas comuns.

 

O filme arrebata os apreciadores de fotografia, tanto pela do próprio filme tanto pelo olhar da personagem de Bruna  Linzmeyer que usa sua câmera pra aproximar-se de Tony. A história, que mesmo simples conta com uma reviravolta surpreendente, promete agradar aos mais exigentes espectadores. Selton acertou nessa junção de fotografia e cinema e montou um belo espetáculo digno de aplausos ao final.

Vejam o trailler do filme:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
One comment on “Dica de filme: O filme da minha vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *